Quinta-feira, 12 de Maio de 2011

Que mais nos irá acontecer?

 

     António Barreto (IOL)

 

Quando um homem, reputadamente sério e competente, como António Barreto, faz uma afirmação e uma “exigência” de tal natureza é porque algo de mau, de muito mau mesmo, se terá passado ou estará ainda a passar neste reino Portucalense do século XXI.

Deduza quem tiver a paciência de me vir aqui ler do que seguidamente transcrevo da minha habitual “fonte” noticiosa: o IOL.

“António Barreto quer auditoria às contas públicas

“FMI e Bruxelas já sabem. Agora faltam os portugueses - PorRedacção  - 2011-05-12 12:07
“António Barreto defende uma auditoria às contas públicas para se saber o «que se passa e o que se passou», depois de um membro do Banco Central islandês ter apelado à criação de uma comissão de inquérito em Portugal, avança a Lusa.
“Para o sociólogo António Barreto, «a população tem de saber o que se passa e o que se passou», uma vez que «os senhores do Fundo Monetário e da Europa já sabem». Agora «já só faltam os portugueses», afirmou.
“O elemento do Banco Central da Islândia, Gylfi Zoega, disse no sábado à Lusa que Portugal deve investigar quem está na origem do elevado endividamento do Estado e dos bancos, e porque o fez.
“«Temos de ir aos incentivos. Quem ganhou com isto? No meu país eu sei quem puxou os cordelinhos, porque o fizeram e o que fizeram, e Portugal precisa de fazer o mesmo. De analisar porque alguém teve esse incentivo, no Governo e nos bancos, para pedirem tanto emprestado e como se pode solucionar esse problema no futuro», disse à Lusa o responsável islandês.
“À margem de uma conferência, que decorreu na noite de quarta-feira, em Leiria, António Barreto disse à Lusa que já pediu «uma vez» e «insiste» que «Portugal devia conhecer as contas públicas», pelo que «se devia ter feito, ou fazer ainda, uma auditoria às contas públicas nacionais».
“O sociólogo deixa o desafio ao próximo Parlamento, após as eleições de 05 de Junho, para «organizar-se e proceder a essa auditoria, seja para estudar melhor o que aconteceu, e está a acontecer, seja para uma análise da crise».
“Respondendo sobre quem deve apurar os alegados culpados e eventualmente levá-los a tribunal, o sociólogo considerou esta posição de «completamente idiota» e justificou que as responsabilidades a apurar são «políticas».
“Já o empresário Henrique Neto, à margem da mesma conferência em Leiria, considerou que Portugal «não deve perder muito tempo» a investigar a crise.
“«Portugal não sofreu muito os efeitos da crise financeira. Os bancos portugueses não compraram produtos tóxicos, ao contrário da Irlanda», explicou Henrique Neto, acrescentando que «no conjunto dos problemas não se deve desviar a atenção para problemas que nos transcendem».
“Henrique Neto salientou que «a desculpa de que os nossos problemas advêm dos excessos dos bancos americanos não são ajustadas, porque não sofremos esse efeito, pelo menos directamente».””

Será que devemos só sentir vergonha e não deveremos, nós próprios, enquanto Povo, sermos responsabilizados por quanto vier depois a acontecer?

É que a questão é clara, claríssima! De quem é a culpa de estar Sócrates, o “milagreiro”, no governo como nosso primeiro há seis anos? E não será que a história irá repetir-se a 5 de Junho? A ver vamos…

publicado por Júlio Moreno às 12:36
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Mais uma vez mão amiga me...

. Um tristíssimo exemplo de...

. A greve como arma polític...

. A crise, o Congresso do P...

. O PRESIDENTE CAVACO SILVA

. Democracia à portuguesa

. ANTÓNIO JOSÉ SEGURO

. Cheguei a uma conclusão

. A grande contradição

. O jornalismo e a notícia ...

.arquivos

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Junho 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.favorito

. Passos Coelho: A mentira ...

. Oásis

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds