Segunda-feira, 20 de Junho de 2011

"Tsunami" social?...

 

 

                                                                  Os "Indignados"

 

Depois de alguns dias de interregno, volto aos meus insipientes escritos, agora já quase sem motivação endógeno política próxima para continuarem verificado que foi o afastamento do senhor José Sócrates Pinto de Sousa, não só do governo como dos órgãos directivos do partido, com destino à Sorbonne, em Paris.

Porém, começam a assustar-me estas manifestações pacíficas dos jovens “indignados” e, simultaneamente, lamento que a minha idade já me não permita juntar-me a elas como seria o meu desejo e isto porque bem julgo compreende-los e bem entender as causas do seu justo espírito de revolta!

Na realidade que reivindicam eles? Nada mais do que o futuro.

O seu futuro, ameaçado que o vêm pela tecnocracia da enraizada economia que se instalou no mundo onde diariamente e num estranhamente lícito jogo de “roleta”, a que se convencionou chamar de bolsa, com direito a noticiários diários em jornais e televisões, há enormes fortunas a mudar de dono e milhões de dólares ou de euros a correrem, “contra-corrente”, para o bolso dos que nada produzem e limitam o seu trabalho às estranhas lucubrações de como angariar para si, ao abrigo de leis de tão vil mercado que eles mesmos vão fabricando, os proventos suados do escassíssimo trabalho dos que ainda vão podendo ou querendo produzir.

A situação, porém, é, para mim, muito semelhante àquela que poderíamos observar num paiol de pólvora, neutro, sereno, arrumado e aparentemente morno e inofensivo mas onde uma pequena faísca, fortuitamente produzida por qualquer imprevisível acaso – e há tantos acasos que se vão tornando, de dia para dia, cada vez mais previsíveis! – fará detonar uma explosão de consequências tão terríveis, inimagináveis mesmo porque transvazará fronteiras naquela ferocíssima linguagem que sempre foi característica comum dos injustiçados, revoltados, esfomeados ou desiludidos quando, impotentes e em face de um crescente florescer de algumas minorias de privilegiados que, incólume e despudoradamente, vêm erguer-se à sua frente e a enganá-los com promessas de um futuro que já nem sequer vislumbram!

Mas, se assim é há séculos, porquê só agora o eclodir deste surdo – mas em tanto risco de se tornar troante – espírito de revolta?

A razão é simples e óbvia: - a cultura foi crescendo nos povos, o conhecimento foi sendo disseminado mais facilmente do que dantes se disseminava o trigo pelos campos e hoje, por mais voltas que alguns lhe queiram dar, o resultado aí está: - uma sociedade cada vez mais consciente e que se sente defraudada e onde, dia a dia, hora a hora, cada vez é mais latente um bem significativo espírito de revolta!...

Que Deus nos proteja do “tsunami” social que tanto temo se avizinhe…

publicado por Júlio Moreno às 00:44
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Mais uma vez mão amiga me...

. Um tristíssimo exemplo de...

. A greve como arma polític...

. A crise, o Congresso do P...

. O PRESIDENTE CAVACO SILVA

. Democracia à portuguesa

. ANTÓNIO JOSÉ SEGURO

. Cheguei a uma conclusão

. A grande contradição

. O jornalismo e a notícia ...

.arquivos

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Junho 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.favorito

. Passos Coelho: A mentira ...

. Oásis

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds