Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2013

Despedida

 

Mais uma vez mão amiga me enviou o e-mail que, sem quaisquer comentários senão os da minha plena concordância, transcrevo seguidamente para que o possa apreciar quem não teve a sorte de o ouvir ou de já o ter lido já nos locais onde habitualmente se não publicam estas notícias.


Como poderão observar vou tendo muitas mãos amigas e posso assegurar-vos que são de várias latitudes e de diferentes convicções (sociais, políticas e até reliogiosas) apenas as preocupando – pelo que me é dado observar – a clarividência e a oportunidade da opinião e o apreço que vão tendo para com a minha humilde pessoa.


Deixo-vos com a transcrição:


“Grande Marinho!!!
“A sala ficou gelada e houve poucos aplausos, quando o bastonário terminou a
sua intervenção de abertura do Ano Judicial. Marinho e Pinto concluiu o seu
«sexto e último discurso na cerimónia» considerando que a sua ausência, no
futuro, «vai agradar a muitos», incluindo a si próprio.
“Prestes a terminar o mandato como bastonário, diz que abandonará a sala com
a consciência de que «disse tudo o que havia para dizer», «tudo o que devia
ser dito».
“E ontem -à semelhança dos discursos feitos em outros anos, que foram sempre
rematados com uma citação de um poeta- Marinho e Pinto escolheu a «exaltação
clarificadora» de um poema de Ary dos Santos, na qual introduziu a palavra,
advogado:
“«Serei tudo o que disserem
por inveja ou negação:
cabeçudo, dromedário
fogueira de inquisição
teorema, corolário
poema de mão em mão
lãzudo, publicitário
malabarista, cabrão
Serei tudo o que disserem:
Advogado castrado, não.»
“O poema escolhido gelou a sala e a tribuna onde se sentavam o Presidente da
República, Cavaco Silva, o Patriarca de Lisboa, José Policarpo, o presidente
do Supremo, Noronha do Nascimento, a ministra da Justiça, Paula Teixeira da
Cruz e a procuradora geral da República Joana Marques Vidal””

publicado por Júlio Moreno às 01:47
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Mais uma vez mão amiga me...

. Um tristíssimo exemplo de...

. A greve como arma polític...

. A crise, o Congresso do P...

. O PRESIDENTE CAVACO SILVA

. Democracia à portuguesa

. ANTÓNIO JOSÉ SEGURO

. Cheguei a uma conclusão

. A grande contradição

. O jornalismo e a notícia ...

.arquivos

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Junho 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.favorito

. Passos Coelho: A mentira ...

. Oásis

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds