Segunda-feira, 14 de Março de 2011

"À bon entendeur, salut..."

Na sequência do episódio narrado a 7 de Fevereiro sob o título “Fui uma espécie de assessor do Marechal António de Spínola” comecei a passar uns tempos de um certo desconforto na GNR onde, algumas mentes mais tacanhas e espíritos mais invejosos, chegaram mesmo a apelidar-me de “menino bonito do General Spínola”, o que eu fingia ignorar mas que, obviamente, não deixava de me aborrecer bastante.

Todavia e mau grado meu, passou a ser frequente que, quando me cruzava com algum grupo de oficiais superiores  que conversavam, estes, à minha aproximação, quase sempre se calavam, chegando mesmo alguns, quando concorríamos à passagem pela mesma porta ou passagem mais estreita a obsequiar-me, de forma escandalosamente subserviente, com um direito de passagem que naturalmente eu não tinha dada a minha inferior patente.

Um dia, porém, um tenente-coronel  que fazia parte de um grupo que conversava resolveu interpelar-me, num tom de voz e com uns modos que tresandavam a ressabiada arrogância, dizendo:

- O nosso tenente faz-me agora a continência por favor, não faz?

Ao que eu, de imediato, respondi:

- Engana-se, meu tenente-coronel. Eu faço-lhe a continência, como sempre fiz, com a consideração que o regulamento me impõe…

Não poderei assegurar mas julgo que nunca mais ouvi qualquer palavra da sua parte.

“À bon entendeur, salut!...”

publicado por Júlio Moreno às 02:14
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Mais uma vez mão amiga me...

. Um tristíssimo exemplo de...

. A greve como arma polític...

. A crise, o Congresso do P...

. O PRESIDENTE CAVACO SILVA

. Democracia à portuguesa

. ANTÓNIO JOSÉ SEGURO

. Cheguei a uma conclusão

. A grande contradição

. O jornalismo e a notícia ...

.arquivos

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Junho 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.favorito

. Passos Coelho: A mentira ...

. Oásis

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds