Terça-feira, 1 de Janeiro de 2008

Hábitos que se perdem com o tempo e na sua voracidade...

Tenho tres filhos e cinco netos e, com mágoa o digo, melhor fora que não soubesse sequer o que isso era!


Estou sozinho, em minha casa, um modestíssimo TO que arrendei quando, por mercê das novas governações e das diversas democracias que então se instituiram, vi o meu futuro despedaçado, destruído e esfumando-se como o fumo denso se esfuma perante o vento forte que o dissipa...


Sofro dos achaques próprios de quem tem setenta e um anos feitos, poucos mais para viver e, serenamente, só com medo do sofrimento (que esse sinto-o)!, procuro enfrentar esse inexorável porvir interrogando-me sobre se terei valido e, de algum modo, compensado o esforço que meus saudosos pais tiveram em me criarem!


Assisto, através deste luxo que, com a magríssima reforma - quase esmola - que aufiro após quase 40 anos de trabalho, e que a mim mesmo me concedo - a Internet, a que chamo de minha janela para o mundo - aos desvarios e aos desavergonhados cantares de galo no poleiro dos políticos que julgam ser alguém e que ficarão na "estória" porque na "história" não ficarão por certo...


Sem champanhe, que nem a reforma nem o fígado mo consentem, brindei a entrada do novo ano com um quarto de copo do vinho branco que me havia sobejado do jantar, hoje um pouco melhorado, embora continue sem grande jeito para a culinária...


Entretive-me a ver na televisão as farças delirantes com que pretendem cativar as audiências e, dentre todas, a que mais apreciei foi a denominada "familia Superstar" da Sic que me foi entretendo ao longo das últimas semanas...


Chegou a meia noite. Pressentia que chegava, sentia-a chegar, vi-a chegar e ela passou por mim...


Fiz um telefonema de obrigação a quem mais velho era do que eu e a quem muito prezo desejando-lhe um bom ano.


Recebi dois: um local de pessoa amiga à moda antiga e de longa data e um outro dos Estados Unidos da América de quem teve a atenção de, às sete da tarde locais, se lembrar de que, para mim, seria meia-noite...


Comecei este "post" dizendo que tinha três filhos... mas devo ter-me emganado pois apenas dei forma humana a três seres que o não serão pois que do pai não se lembraram nem sequer um escasso minuto com ele perderam nesta noite de hábitos...


Acabo de escrver estas linhas já no 1º de Janeiro de 2008, -às 3 e 10 da manhã e durante todo este tempo estive pensando e recordando... Senti, uma vez mais, o terrível significado e o peso tremendo da "saudade"... 


Será que assistirei ao início de 2009? Resistirei até lá como é minha intenção e vontade?


Um Bom Ano a quem tiver a paciência de me ler e que não se deixe enredar por estes lúgubres pensamentos que me envolvem neste momento são os meus mais sinceros votos...

publicado por Júlio Moreno às 03:03
link | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Mais uma vez mão amiga me...

. Um tristíssimo exemplo de...

. A greve como arma polític...

. A crise, o Congresso do P...

. O PRESIDENTE CAVACO SILVA

. Democracia à portuguesa

. ANTÓNIO JOSÉ SEGURO

. Cheguei a uma conclusão

. A grande contradição

. O jornalismo e a notícia ...

.arquivos

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Junho 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.favorito

. Passos Coelho: A mentira ...

. Oásis

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds