Terça-feira, 23 de Janeiro de 2007

E a mama continua...

Do PD da IOL de 23 de Janeiro de 2007:


“O presidente do conselho de administração da Portugal Telecom e alguns dos membros da equipa executiva da operadora de telecomunicações vão receber indemnizações milionárias de cerca de 16 milhões de euros caso a OPA da Sonaecom avance.”


Estes a juntar a uns tantos outros milhões - já pagos, e na hora! - a ex-administradores e gestores de Instituições públicas que, por falta de “confiança política” dos novos patrões de ocasião (os do governo que estiver na altura) – que o serão apenas por meia dúzia de anos, regressando os anteriores que voltam a proceder de igual forma pois em “lugares-chave” só lhes interessa manter amigos do peito, de confiança ou que se disponham a “vender a alma” ao diabo e a fazer-lhes todo o género de vontades (políticas e não só!...) – já devem, pelas minhas contas somar uns larguíssimos milhares de milhões de euros que davam para alimentar milhões de bocas, para criar eficientes serviços de emergência e de saúde, criar (não destruir!) mais escolas e centros de assistência, a idosos e doentes crónicos, reduzir os absurdos lucros dos medicamentos e pagar atempadamente as pensões de reforma a quem delas carece e por elas vem esperando e desesperando por largos meses sempre ouvindo invocar razões de carácter burocrático, muito que fazer e escassez de funcionários!


Vivemos numa época de vacas magras, já o sabemos porque o sinal é alarmante pelo que se vê e ouve nas ruas e por todo o lado e pela multiplicidade de insidiosos convites a facilidades de pequenos empréstimos e de endividamento das famílias que assim são levadas a fruir do que não carecem e a ficar, depois, obrigadas a pagar o que não podem.


São as chamadas empresas financeiras que, qual praga da vinha, sempre aparecem em épocas de má colheita!


Há milhares de desempregados e a tendência de aumento destes dia a dia se acentua, mas fantasia-se a aplicação de tecnologias de ponta importadas da Europa do Norte que tanto terá deslumbrado o nosso primeiro e único-ministro por se tratar de tão avançadas e estranhas tecnologias e engenharias das quais ele nada, ou muito pouco, perceberá!... Engenharias há muitas!. Senhor José Sócrates, muitas, tantas e o senhor, que tudo sabe, até é bem capaz de nem as saber todas de cor e quem assim lhe fala é um “engenheiro, não engenheiro, do ambiente” formado num cursinho de 2 meses numa Universidade Portuense!..


Uma, porém, não sabe e seguramente lhe passará ao lado: - a de que este País está virando um país de 8 ou de 80, de um lado os que nada têm e do outro aqueles que tudo têm e de tudo lhes sobeja!... Como o Senhor Presidente da República disse – e eu nele acredito – é já tempo de se deixar de palavreado e de mostrar resultados. O Povo não vive de palavras, vive de pão e de outras coisas do género e mais consistentes e que bem lhe vão escasseando assim como a breve trecho lhe escasseará a própria paciência!...Reflicta um pouco, senhor primeiro-e-único ministro, reflicta um pouco que o senhor é esperto! Mas olhe que entre a esperteza e a moralidade a distância é enorme e, por vezes, inultrapassável!

publicado por Júlio Moreno às 12:22
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Mais uma vez mão amiga me...

. Um tristíssimo exemplo de...

. A greve como arma polític...

. A crise, o Congresso do P...

. O PRESIDENTE CAVACO SILVA

. Democracia à portuguesa

. ANTÓNIO JOSÉ SEGURO

. Cheguei a uma conclusão

. A grande contradição

. O jornalismo e a notícia ...

.arquivos

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Junho 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.favorito

. Passos Coelho: A mentira ...

. Oásis

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds