Quarta-feira, 24 de Maio de 2006

Nos “Sub-21”, a selecção portuguesa perdeu o jogo inaugural com a França…

Senti-me e sinto-me naturalmente consternado com a derrota mas pasmo com quanto é possível dizer-se depois disso!

Fui jantar com o meu neto mais novo (que fará 3 anos neste verão) e, quando regressei a casa, fui literalmente esmagado sob o peso do arrazoado de mais um “doutor” da bola que, positivamente, me martelou a cabeça com tantas apreciações e subtis comentários que fez durante o meu percurso até casa.

Como a essa hora havia pouco transito decidi ouvir e tentar perceber o porquê de tanto incómodo que sentia! E consegui ou acho que consegui! Curiosamente consegui ouvir o discurso do comentador e, mais uma vez, perceber não só a razão como também a adequabilidade do aforismo popular “uma no cravo, outra na ferradura” a par da graça que se lhe terá seguido quando, um dia, alguém disse, em sua resposta e, pelo que sei, em plena barra de um tribunal, que “isso se devia ao facto de…” – a excelência em questão, o advogado de uma das partes - “não estar quieto com o pé” pois, “…se estivesse, seguramente que daria todas no cravo…”!

Vem isto a propósito, como disse, da longuíssima dissertação com que o comentador-doutor em futebol brindou os ouvintes daquela hora e daquela posto emissor, tendo achado absolutamernte espantoso como em tanto tempo se consegue falar tanto sem dizer absolutamente nada!

Não sou dos que fazem gala de nada perceber de futebol e de o desprezar como jogo agradável que é de seguir-se quando bem jogado com o tradicional e “very british fairplay”. Mas já não entendo como uma grande parte do país se pode dar ao luxo de perder o seu tempo e de gastar a sua massa cinzenta - e não só! - em justificar o injustificável e, o que será bem pior, a criar, sem o sentir, o clima propício a um novo desaire…

Gosto da liberdade. Admiro a liberdade jornalística e acho que não saberia já viver sem ela. Porém essa liberdade, aquela de que eu gosto - e penso que, comigo, estarão muitos portugueses - não é, seguramente, esta com que diária e irresponsavelmente nos brindam do falar por falar e apenas para ser democrático.

Isso faz-me lembrar um velho quadro de revista em que o “compère” dizia e repetia nos sucessivos absurdos de cena: - “Ora toma que é democrático!...”
publicado por Júlio Moreno às 00:21
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Mais uma vez mão amiga me...

. Um tristíssimo exemplo de...

. A greve como arma polític...

. A crise, o Congresso do P...

. O PRESIDENTE CAVACO SILVA

. Democracia à portuguesa

. ANTÓNIO JOSÉ SEGURO

. Cheguei a uma conclusão

. A grande contradição

. O jornalismo e a notícia ...

.arquivos

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Junho 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.favorito

. Passos Coelho: A mentira ...

. Oásis

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds