Sexta-feira, 30 de Setembro de 2005

Tem todo o meu apoio e aplauso...

Tem todo o meu apoio e aplauso (embora dele não precise para nada!) o sr. Director Nacional da Polícia Judiciária quando vem a público informar ter decidido processar criminalmente quem atente contra o bom nome e o prestígio da Corporação. Nem outra coisa poderia ser, nem outro procedimento se esperaria de quem assumisse a enorme responsabilidade e a concomitante honraria de representar e dirigir uma Corporação com o prestígio e o palmarés da nossa PJ.

Porém, e é pena que em todos os actos da vida, mesmo nos mais nobres e legítimos possa haver um porém, que atitude tomou o sr. Director-Geral da Polícia Judiciária e que procedimento tiveram os senhores General Comandante-Geral da GNR e o Ministro da Administração Interna quando, a fazer fé em quanto então foi noticiado, um inspector daquela polícia, em audiência pública de julgamento, se permitiu enxovalhar toda a GNR ao afirmar que a corrupção era generalizada e e se verificaria a todos os níveis na Guarda?

Este assunto já me motivou a dois reparos sem qualquer eco. Em contra-partida, agora, vejo um Director-Geral assumir-se como tal e defender a instituição que representa e todos os elementos que a integram enquanto que, paredes meias, no poder, um Comandante-Geral e um Ministro nada fazem nem tornam pública a sua indignação quando tão nojentamente foi enxovalhada a nobilíssima Corporação que tão abnegada e corajosamente vem servindo o país!. Em que lei e com que moral vivemos? Quem nos governa?
publicado por Júlio Moreno às 23:24
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Mais uma vez mão amiga me...

. Um tristíssimo exemplo de...

. A greve como arma polític...

. A crise, o Congresso do P...

. O PRESIDENTE CAVACO SILVA

. Democracia à portuguesa

. ANTÓNIO JOSÉ SEGURO

. Cheguei a uma conclusão

. A grande contradição

. O jornalismo e a notícia ...

.arquivos

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Junho 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.favorito

. Passos Coelho: A mentira ...

. Oásis

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds