Quinta-feira, 18 de Agosto de 2005

Polémica branda...

CRÍTICA A UM MEU COMENTÁRIO PUBLICADO NO PD DA IOL:


Caro JM - esclarecimentos de Albion Pedro Alves - de Manchester (2005-08-18 01:26) Referente ao artigo: Londres: brasileiro estava sentado no metro quando foi morto O senhor escreveu: «Quererá o senhor jornalista (aqui o senhor parece-me descabido) afirmar nas suas entrelinhas que a polícia britânica faz parte do crime organizado pois acoita bandos de assassinos com a agravante de o soldo lhes ser pago pelo próprio Estado?» Resposta: Nem mais! É exactamente isso! Um exemplo: um indivíduo, chamado Haroon Rashid Aswat, foi o 1º acusado de ser o cérebro por detrás do ataque de Londres a 7/7 e a 21/7 mas, poucos dias depois, a acusação desapareceu. A razão foi ter «vindo a lume» que ele está relacionado aos Serviços Secretos Britânicos... Eis o que um especialista americano em terrorismo John Loftus disse na Fox News: "Back in 1999 he came to America. The Justice Department wanted to indict him in Seattle because him and his buddy were trying to set up a terrorist training school in Oregon... we've just learned that the headquarters of the US Justice Department ordered the Seattle prosecutors not to touch Aswat... , apparently Aswat was working for British intelligence." Caro JM, quer o assassínio de Jean de Menezes quer os atentados de Londres são histórias muitíssimo mais complexas do que, aparentemente, imagina... Cumprimentos


MINHA RESPOSTA AO CRÍTICO:


Resposta a Pedro Alves – de Manchester Caro Pedro Alves (suponho que em Manchester, próximo de uma zona de muito caras recordações para mim!). Agradeço-lhe, desde já, a sua crítica em relação à forma como coloquei o problema – e que, como terá verificado, visava fundamentalmente o um certo jornalismo dos nossos dias (felizmente que o temos também de primeiríssima qualidade) – e gostaria que não visse, de forma alguma e da minha parte, qualquer concordância com métodos pouco ortodoxos de certas actuações policiais, sejam elas britânicas, americanas, portuguesas ou chinesas. De modo algum! Mas, já agora e plagiando um pouco o seu estilo: - À minha interrogação (pasmada!) sobre se a polícia britânica faria parte do crime organizado acoitando bandos de assassinos e tendo, como agravante, o facto de o soldo lhes ser pago pelo próprio Estado, o senhor respondeu: - “Nem mais! É exactamente isso!” – e cita como exemplo corroborativo do que tão categoricamente afirma o testemunho que um especialista americano em terrorismo, John Loftus, terá dado na Fox News: - "Back in 1999…” (supõe-se que o aludido Haroon Rashid Aswat) “…he came to America. The Justice Department wanted to indict him in Seattle because him and his buddy were trying to set up a terrorist training school in Oregon... we've just learned that the headquarters of the US Justice Department ordered the Seattle prosecutors not to touch Aswat... , apparently Aswat was working for British intelligence.", rematando o seu comentário com um amigo e tocantemente paternalista: -: “Caro JM, quer o assassínio de Jean de Menezes quer os atentados de Londres são histórias muitíssimo mais complexas do que, aparentemente, imagina...” Meu Caríssimo Pedro Alves, sem pretender por em causa a sua opinião nem intentar, aqui, fazer prevalecer a minha, sempre lhe direi que: - 1º - Não conheço o invocado perito em terrorismo que assim possa falar, com tal autoridade, em matéria tão delicada e controversa já que envolve, em si mesma, uma tão enorme mescla de especialidades que raramente caberão no corpo de um homem só já que irão desde o conhecimento de estratégias geopolíticas, à psicologia dos povos, das pessoas, dos grupos e das multidões, às componentes químicas e físicas dos explosivos, à arte cénica ou de representar e ao moderno marketing noticioso, sem esquecer a magia da esperteza; - 2º - Feliz ou infelizmente, talvez conheça um pouco mais sobre a matéria do que o meu amigo pensa, para, sobre ela e em termos de polícia, poder afirmar que: a)- nem todos os seus agentes serão santos assim como nem todos serão criminosos (já La Palice diria o mesmo, não lhe parece?); b)– a técnica policial tem razões e lógicas que a razão e a lógica comuns desconhecem (ainda bem e ainda mal!); e que c)– todos louvamos a polícia quando esta nos salva e livra de apuros e que costumamos ser os seus mais ferozes e inclementes críticos sempre que, por ela ou pelos seus agentes, são cometidos erros como o que estará em causa, trágicos, sem dúvida, mas que, nem por isso, passarão de meros erros por mera culpa e sem a intenção dolosa que os enquadre no restrito e específico âmbito de crimes cometidos por assassinos a soldo como transparece da sua crítica. Aqui lhe deixo, pois, o meu necessário esclarecimento esperando que o possa receber em toda a plenitude da desinteressada intenção com que o produzi. Até sempre.

publicado por Júlio Moreno às 13:13
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Mais uma vez mão amiga me...

. Um tristíssimo exemplo de...

. A greve como arma polític...

. A crise, o Congresso do P...

. O PRESIDENTE CAVACO SILVA

. Democracia à portuguesa

. ANTÓNIO JOSÉ SEGURO

. Cheguei a uma conclusão

. A grande contradição

. O jornalismo e a notícia ...

.arquivos

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Junho 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.favorito

. Passos Coelho: A mentira ...

. Oásis

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds