Sexta-feira, 12 de Agosto de 2005

Mentirelogia, uma nova ciência e mentirelogista, uma nova profissão...

Perante o que leio, observo e ouço cheguei a uma conclusão óbvia: - a de que, ao abrigo do estatuto das novas profissões e considerando o tremendo avanço tecnológico dos nossos dias, que fará com que os actuais sistemas de calendarização e horários falhem rotundamente no seu esperado acompanhamento ao nosso ritmo biológico, haverá que criar, desenvolver e articular, com os vários sectores da ciência, uma especialidade nova, que, muito embora velha de séculos, nunca autonomamente e por esta tão necessária forma terá sido considerada. Trata-se da mentira que, em termos de ciência exacta, é hoje suficientemente desenvolvida para se poder sustentar autonomamente como profissão.

Refiro-me, portanto, à mentirelogia (do latim, mentire + logos), neologismo que definirá a ciência que estuda e põe em prática a capacidade de mentir com ritmo, lógica e nexo de causalidade, não olvidando actos, pensamentos ou frases escritas ou proferidas anteriormente por qualquer forma ou em qualquer meio de comunicação, tudo em ordem a que, do seu paulatino e quotidiano exercício, resulta uma actividade nova, credível no seu meio e perfeitamente compatível com qualquer estatuto social ou profissão.

Na verdade, este novo curso superior deveria ser particularmente exigível a quem se candidatasse a cargos públicos de certa notoriedade pelo que, no meu entender, para deputado, seria necessária a obtenção de uma classificação mínima de 15 valores como média de curso, para ministro de 18 e para primeiro-ministro, presidentes de partidos políticos ou presidentes de clubes de futebol, de 20 valores!

Então sim, através de tal licenciatura, estariam completamente justificados os títulos de doutores e de engenheiros que tão enfaticamente muitos se auto-atribuem e, simultaneamente excluídas todas as confabulações hoje existentes em torno de certos problemas como este da Ota sobre o qual nos debruçámos e que detonou este nosso comentário.

A lógica do meu pensamento terá tanto de cristalina como de cartesiana e baseia-se numa celebérrima frase axiomática que reza assim: - Se cada um vai a casa de cada um é porque cada um não quer que cada um lá vá; porque se cada um quisesse que cada um lá fosse, cada um não ia lá!...

Pensemos nisto!
publicado por Júlio Moreno às 11:45
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Mais uma vez mão amiga me...

. Um tristíssimo exemplo de...

. A greve como arma polític...

. A crise, o Congresso do P...

. O PRESIDENTE CAVACO SILVA

. Democracia à portuguesa

. ANTÓNIO JOSÉ SEGURO

. Cheguei a uma conclusão

. A grande contradição

. O jornalismo e a notícia ...

.arquivos

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Junho 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.favorito

. Passos Coelho: A mentira ...

. Oásis

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds