Segunda-feira, 29 de Junho de 2009

Já quase não sei porque espero. Só sei que espero.

Francelos25Jun07 (3)-mine.jpg

Já quase não sei o que é ter esperança. Só sei que a mantenho.

Já lá vão mais de seis anos! Seis longos… eternos anos!...Anos que não conseguirei talvez nunca definir e que se vão acumulando no meu peito de forma estranha e quase indescritível já que, ora se amontoam sem ordem alguma, aparentando uma enorme confusão e um não menos enorme turbilhão, ora se ordenando, disciplinadamente, obedecendo como que a uma lógica que estará bem longe de o ser.

Espero e esperarei.

Sinto a esperança e com ela morrerei.

Tenho um farol e por ele me guiarei...

Tudo isto eu sinto e digo agora porque a lei inexorável do tempo não me perdoará os dias que já vivi e não voltarei a viver, as alegrias que já julguei sentir e que espero agora voltar a sentir algures, mas de verdade, embora saiba que já não com o vigor e a força de outrora mas com um renovado querer, sinónimo de conseguir, e o que então me animava, me fez rejuvenescer e me fará agora viver por décadas ainda!

É ela… um ser aparentemente forte mas tremendamente frágil, como uma árvore de forte de tronco mas encimada por delicadas folhas que estremecem à mais pequena e suave brisa de um sentimento hostil. É ela mesma… para quem a vida também tem sido madrasta se bem que, tal como eu, tenha tentado contorná-la através dum trabalho árduo, constante e atordoante que nos lavava a alma e quase nos fazia então viver como se vivessemos realmente...

Estranhamente, porém, e não obstante o tempo passe, sei que desta vez eu e ela viveremos. Digo estranhamente porque por esta “causa” já morri um dia. Um dia de temporal em que o mar nada poupou e em que a espuma branca que tantos admiram e que a mim, como a ela, tanto nos fascina, já um dia abafou a minha respiração, encheu os meus pulmões com o seu misto salino de ar a água e me matou e conservou longe até um dos primeiros dias de Abril do já longínquo ano de 36 em que voltei!...

Tenho-me tantas vezes afirmado aqui contra o progresso, algum progresso. O progresso negativo que não só não entendo como abomino até porque frio, impuro, conspurcado pelas atrocidades que, no seu caminhar, já cometeu ceifando vidas, espezinhando almas e só visando o lucro efémero que nada poderá jamais edificar…

Aqui me penitencio, porém, já que reconheço que tem sido uma pequena mas valiosa parte desse mesmo progresso que me tem feito viver, ouvindo, ainda que ao longe, a sua voz fresca e tão carinhosa e meiga de menina que tanto me encanta e vem iluminando o meu caminho!...

Me declarei a ela dizendo: " Mesopotâmia!"... - estranha forma de lhe dizer do meu amor...
publicado por Júlio Moreno às 19:22
link | comentar | favorito
1 comentário:
De ME a 30 de Junho de 2009 às 02:33
Until the end of time.....


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Mais uma vez mão amiga me...

. Um tristíssimo exemplo de...

. A greve como arma polític...

. A crise, o Congresso do P...

. O PRESIDENTE CAVACO SILVA

. Democracia à portuguesa

. ANTÓNIO JOSÉ SEGURO

. Cheguei a uma conclusão

. A grande contradição

. O jornalismo e a notícia ...

.arquivos

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Junho 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.favorito

. Passos Coelho: A mentira ...

. Oásis

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds