Quarta-feira, 9 de Fevereiro de 2011

Novo episódio…

Frequentemente, logo pela manhã e antes de dar início ao meu trabalho com o General, a sua ordenança vinha ao meu gabinete entregar-me uma pasta castanha, de couro macio e fechada à chave, a qual continha a papelada que ele produzira nas suas costumada sessões nocturnas de trabalho – que duravam até cerca das 3 horas da manhã, como depois vim a saber –e que eu estava autorizado a revisar, apensando aos textos os comentários que, porventura, algum deles me sugerisse.

Um dia, estando a redigir uma pequena nota sobre um assunto que já não recordo, entrou no meu gabinete o meu chefe director e bom amigo, Major Alves Soares que, não resistindo a uma humana pontinha de curiosidade, se debruçou um pouco sobre a minha mesa, o suficiente para, se o quisesse, poder ler o que eu escrevia no momento.

Instintivamente cruzei os braços sobre o texto e ocultei-lho o que fez com que ele, sem uma palavra, seguisse de imediato para o seu próprio gabinete.

Sei que fiz o que devia mas o incidente doeu-me na consciência durante todo aquele dia e hoje, quando o relembro, ainda me pesa um pouco…

publicado por Júlio Moreno às 02:22
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Mais uma vez mão amiga me...

. Um tristíssimo exemplo de...

. A greve como arma polític...

. A crise, o Congresso do P...

. O PRESIDENTE CAVACO SILVA

. Democracia à portuguesa

. ANTÓNIO JOSÉ SEGURO

. Cheguei a uma conclusão

. A grande contradição

. O jornalismo e a notícia ...

.arquivos

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Junho 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.favorito

. Passos Coelho: A mentira ...

. Oásis

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds