Quinta-feira, 25 de Junho de 2009

Foi bem evidente

Sim. Foi bem evidente o nervosismo do Chefe do Governo quando interrogado acerca da “operação” TVI e na qual a PT, empresa do Estado detida pala CGD e na qual detém uma “golden share”e se propõe adquirir parte, ao alegar, no meio de um vigoroso esbracejar – que se fosse dentro de água lhe impediria bem por certo o afogamento mas que, não o tendo sido, já não estarei assim tão certo de que possa vir a ter esse mérito! – ao alegar, dizia, que desconhecia por completo o assunto e que o Estado se não metia em questões que apenas dizem respeito aos privados demonstrou à saciedade pública que, se não mentia, pelo menos não dizia a verdade toda, o que virá a dar no mesmo.

Mas à noite, Manuela Ferreira Leite – que, de dia para dia, se vem firmando e afirmando como a mais séria opositora a Sócrates não só pela clareza das suas firmes e claríssimas respostas como pela inflexibilidade que demonstra em não se deixar cair no falacioso “jogo” de certos comentaristas e entrevistadores – veio dizer, claramente, com todas as letras e sem a mais pequena tibieza ou margem para dúvidas –o que vem sendo raro em política – que o nosso primeiro “mentira” pois era claro que sabia das intenções da PT já que esta nada poderia fazer à revelia do governo que, como se disse, detém, na empresa uma “golden share” o que desde logo a inibe de decidir o que quer que seja que não tenha a aquiescência e o patrocínio do accionista governo encabeçado pelo primeiro-ministro.

É caso para dizer que mais depressa se apanha um mentiroso do que um coxo, como diz o Povo, ditado que mais uma vez ficou amplamente comprovado naquela mesma sessão aquando da enorme “confusão” feita pelo primeiro-ministro, logo depois “mentida e desmentida” pelo ministro da agricultura a respeito do afastamento, renúncia ou coisa que o valha de um determinado colaborador que, a dada altura, se terá visto como constituído arguido no já famoso caso “Free Port”, caso este que tanto incomoda o nosso primeiro talvez porque esteja vendo como o “buldozer” da Justiça se vem aproximando perigosamente da sua própria pessoa onde têm surgido casos nunca antes vistos na alta política nacional como os já bem conhecidos de engenheiros que o não são, de exames de inglês feitos por fax e fora de horas – a propósito diga-se, de passagem, quão ridículo e triste, é ver-se o nosso primeiro com o desplante e a desfaçatez que lhe são tão peculiares, atrever-se, no estrangeiro e em público, em cerimónias oficiais, onde intervinha em representação do País. a papaguear um inglês desengonçado e quase sem sentido perante auditórios que se não coibiram de esboçar pequenos surtos de riso no decurso de algumas das suas mais dissonantes e infelizes “tiradas” linguísticas - , isto além de diplomas passados e datados ao domingo, de moradias de alto valor adquiridas a metade do preço do mercado e do mais que o futuro se encarregará de, pouco a pouco, nos vir a desvendar.

Por tudo isto e porque é consabido que o Director da TVI Eduardo Moniz não é homem que se deixe vergar por pressões, venham elas donde vierem, e porque tem a seu lado uma mulher de igual calibre, nem sempre partilhando das embrulhadas em que o governo se deixa envolver, antes as denunciando e indo mesmo para os Tribunais quando o “papão” pretende assustá-los, por tudo isto é bom de ver-se que o governo esteja desejoso de se ver livre de tão incómodos críticos como serão o Director da TVI e a sua mulher…

Desgraçada política esta em que vivemos mas que acreditamos esteja chegando ao fim, repondo-se, finalmente, os princípios éticos de conduta e de claríssima transparência que sempre a deveriam ter orientado e dos quais tão desviada tem andado nestes últimos anos.
publicado por Júlio Moreno às 11:39
link | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Mais uma vez mão amiga me...

. Um tristíssimo exemplo de...

. A greve como arma polític...

. A crise, o Congresso do P...

. O PRESIDENTE CAVACO SILVA

. Democracia à portuguesa

. ANTÓNIO JOSÉ SEGURO

. Cheguei a uma conclusão

. A grande contradição

. O jornalismo e a notícia ...

.arquivos

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Junho 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.favorito

. Passos Coelho: A mentira ...

. Oásis

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds